O salário mínimo aumentou para 557€ em 2017 e a TSU diminuiu em 1,25%. Mas afinal quanto vai receber?

Se é o seu caso, fique a saber quanto vai levar para casa a partir de 2017.

Tal como acontece com o actual valor do 2b78c46c-49fd-4889-b697-10ebdc10c179salário mínimo de 535€ não terá de se preocupar com descontos relativamente a retenções na fonte de IRS. No entanto, terá de contar com o valor do desconto para a segurança social (quotização), que no caso mais comum, mantém-se na taxa máxima de 11%.

Assim, um vencimento base de 557€ terá um desconto para a segurança social de 61,27€, o que resulta num valor a receber de 495,73€.

Estes cálculos pressupõem uma retribuição mensal a tempo completo, pois caso  trabalhe a tempo parcial, o valor base a considerar será o proporcional.

A acrescer à retribuição mencionada podem estar outras, como por exemplo o subsídio de alimentação que a partir de 2017 também trará novidades. Até aqui, o valor deste subsídio sujeito a IRS e Segurança Social era apenas a partir de 4,27€/dia. No próximo ano esse limite será de 4,52€/dia. O que significa que até este limite, o valor a receber por cada dia efectivamente trabalhado não está sujeito a qualquer imposto ou desconto.

Porquê que a redução em 1,25% na TSU não afecta o meu recibo de vencimento?

A redução anunciada é apenas para a parte suportada pela entidade empregadora. Por cada salário a segurança social recebe duas parcelas (embora entregues em conjunto pela entidade empregadora), uma diz respeito à parte do trabalhador, os tais 11% mencionados acima, e outra é a parte do empregador. Só esta beneficiará da redução.

Mais informações: https://goo.gl/rmV3rK

 

Share This:

Criativo ou inovador?


Não vamos inventar. São frequentemente avistadas em conjunto, mas são figuras independentes.

Criatividade é o primeiro passo de um processo que, idealmente, resultará em inovação.

Criatividade é a inteligência divertindo-se - O Blog dos Workshoppers

E embora se baseiem nos mesmos princípios – associar, combinar, reaproveitar, reformular – a inovação vive com os pés na terra e a criatividade vive de dar asas à imaginação.

A criatividade é tida como um rasgo de luz, o beijo de Deus na tua testa! Não penses que é um dom, ou é restrito a grandes mentes da história. Criar é inato e o homem fá-lo (e muito bem) desde sempre. Não é reservado apenas aos artistas ou cientistas, está por todo o lado, em todas as áreas. Se observarmos o que nos rodeia, vamos encontrar inúmeros objetos banais, mas que um dia já foram invenções criativas. Quais? Tesoura, lápis, colher, computador…

Criatividade & Inovação - O Blog dos Workshoppers

A criatividade não tem de fazer sentido ou lógica, é um pensamento livre, sonhador e até absurdo por vezes. É o produto das nossas experiências. E não existem ideias erradas, existem sim, ideias que se aproximam de soluções.

Já a inovação, embora muitas vezes se alimente da criatividade, tem uma postura mais “séria”. Implica regras e tem objetivos a atingir. A inovação coloca em prática ideias valiosas e produtivas, encontra soluções, leva-nos a progredir e melhorar.

Criatividade & Inovação - O Blog dos WorkshoppersA inovação e a criatividade vivem connosco diariamente: na nossa via pessoal, social e profissional. E como supracitado, está presente em todos nós. Contudo, ”thinking out of the box” e mudar/melhorar, também se pode aprender e estimular. Como?

  1. Sai da tua zona de conforto e vai à procura de outras coisas! Faz algo que nunca fizeste (ou mesmo que nunca pensaste!), experimenta, tenta, aproveita, vive e se errares, não faz mal, aprendeste!
  2. Tem coragem para mudar. Não é fácil claro. Mas, quem não arrisca não petisca, não é? Procura o (teu) lado positivo e com toda a determinação, segue em frente.

A criatividade e inovação são as pedras basilares de todas as boas empresas, pois só assim se mantêm no jogo. E onde é que estas empresas as encontram? Nas pessoas. Por isso, inspirar os seus colaboradores é uma tarefa primordial. Como? Através de treino, dinâmicas de grupo, workshops, etc. Tudo o que possa estimular e/ou despertar o criativo que já nasceu contigo.

Share This:

Faz o que gostas, gosta do que fazes


A carreira é uma peça fundamental na vida de todos nós. E não é fácil encontrar o nosso caminho. Tudo começa na universidade, na escolha do curso. Por isso é importante afinarmos a nossa pontaria, atirar e acertar em cheio naquilo que nos realiza e enche de felicidade. Sim, porque quando se faz aquilo que mais se gosta, não é trabalho, é felicidade. Também por isso, estas dicas não são apenas para quem está a começar, mas também para quem quer revirar a vida e encontrar um novo rumo. Nunca é tarde, o que mais importa é sentimo-nos completos!

#1: Quem és tu? Faz listas: sobre o que te interessa, os teus hobbies, o que não gostas nada de fazer, quais são as tuas habilidades ou o que podes melhorar, que profissões admiras e principalmente, qual o teu objetivo de vida. Tens de perceber quem és, o que queres para ti, quais os teus valores e princípios e principalmente, onde te vês no futuro.

#2: Conhece bem os cursos e profissões. Quebra mitos e descortina a realidade que se vive nas empresas. Lê, pesquisa, fala com profissionais, professores. Visita universidades, descobre o dia-a-dia das profissões que ambicionas. Lembra-te que tudo tem um lado positivo e um lado negativo.

#3 Calma! Isto de definir já o futuro é uma coisa em grande. E é importante. Deves fazê-lo com calma e consciência. Mas atenção que não tem de ser para sempre, porque tudo muda, mesmo nós. Se não nos sentirmos satisfeitos com a nossa vida, viramos o jogo e vamos à procura de outras opções que nos completem.

#4 Conselhos são bons, mas…são apenas isso, conselhos. É bom ouvir as opiniões da tua família e amigos, carregadas de boas intenções. É a tua vida, a tua carreira, é o teu sonho! E ninguém o vai viver por ti.

#5 Testa a tua vocação. Procura toda a orientação que puderes. Existem profissionais especializados em orientação profissional que te podem ajudar a compreender as tuas aptidões e interesses, através de uma avaliação psicológica. Podes também experimentar alguns testes vocacionais online, vê este link: www.testevocacional.org. Contudo, não te esqueças que estas avaliações são padronizadas e que os resultados apenas mostram tendências.

#6 Tem sempre um plano B. As profissões são cada vez mais globais. A mudança é instantânea e tens que estar a postos para qualquer reviravolta. A melhor forma de estar preparado? Formação! Faz vários cursos, workshops, participa em seminários e conferências, das áreas que mais te agradam. Saber é poder, e não ocupa lugar. Assim, podes sempre fazer valer os teus conhecimentos na hora H! Começa já a procurar em www.workshops.pt a formação ideal!

Share This:

Somos Workshoppers!

Olá!

Bem-vindos ao blog de todos os workshoppers!

Este é um espaço dedicado a todos aqueles que:

* têm qualquer coisa para ensinar 

ou

*querem aprender mais.

Nós gostamos de culinária, tecnologia, moda, saúde, ambiente, adoramos música e dança, teatro e fotografia também, mas o que mais gostamos é de ensinar e também de aprender.

O conhecimento é transpor barreiras, quebrar tabus, voar alto, descobrir outros mundos, novas experiências. É sonhar! É livre e não tem limites.

Queremos partilhar com todos os workshoppers esta nossa paixão, e juntos alimentar a nossa sabedoria. É esta a nossa missão.

No Blog dos Workshoppers, vamos partilhar dicas, histórias, curiosidades e experiências.  Vamos ensinar e aprender convosco. Vai ser fabuloso! Queres saber?

Share This: